Rui Costa fez o anúncio do cancelamento em suas redes sociais nesta quinta (23)

Os blocos, trios e foliões que tradicionalmente tomam as ruas de Salvador em meados de fevereiro não serão vistos no próximo ano – assim como não foram vistos neste. O governador Rui Costa anunciou em suas redes sociais, nesta quinta-feira (23), que o Carnaval 2022 está cancelado.
Segundo o gestor, o atraso na vacinação contra a covid-19 e nova epidemia de gripe foram os fatores determinantes para a decisão.

“Precisamos ter responsabilidade com a saúde e a vida das pessoas. Realizar o Carnaval no modelo tradicional, como uma festa em larga escala, se mostra inviável. Mais pra frente, avaliaremos o que pode ser feito e em que condições”, escreveu Rui.
O governador ainda comentou que irá se reunir com os líderes dos municípios para avaliar algum tipo de recurso para as pessoas que dependem do Carnaval para tirar o seu sustento. “Neste momento, repito o meu apelo de sempre, que vale tanto para o coronavírus quanto para o vírus da gripe: use máscara e vacine-se”, conclui.
Mais cedo, ainda nesta quinta, Rui comentou sobre a impossibilidade de realizar os festejos de rua. Em evento de inauguração da nova emergência do Hospital Roberto Santos e assinatura da ordem de serviço para ampliação do Hospital da Mulher, em Salvador, o governador aproveitou a oportunidade para deixar claro que o Carnaval “no modelo que conhecemos” não será autorizado na capital, e em todo o estado.
“Se no início de dezembro, estava difícil, agora ficou impossível. Só um completo irresponsável autorizaria Carnaval nessas condições. Não só temos morte por coronavírus, mas pelo outro vírus da gripe. Nós não teremos Carnaval nesse modelo que conhecemos”, afirmou.
Até então, a decisão sobre se haveria ou não a festa estava suspensa, sem um acordo entre governador e o prefeito Bruno Reis. Entretanto, diversos artistas já haviam se posicionado contra a realização do Carnaval na capital, ao não disponibilizarem seus trios para o período, como foi o caso de Bell Marques e Gilberto Gil.

Fonte: Correio 24H.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.