Através de nota divulgada nesta terça-feira, a torcida organizada BAMOR exigiu a saída imediata de sete jogadores. São eles, os zagueiros Luiz Otávio e Ligger, os volantes Luizão e Lucas Araújo, os meias Lucas Mugni e Rodriguinho, e o atacante Óscar Ruiz. No comunicado, a Bamor destacou que “nenhum deles se mostraram comprometidos o suficiente para vestir a camisa do Bahia, além disso, tiveram um rendimento muito abaixo do aceitável e cometeram erros cruciais para o nosso descenso”. A organizada também frisou que o “Bahia nunca foi e nunca será uma colônia de férias”.

VEJA A NOTA ABAIXO

 

“A TORCIDA BAMOR vem a público exigir a saída imediata dos “atletas” mencionados acima.

Nenhum deles se mostraram comprometidos o suficiente para vestir nossa camisa, além disso entendemos que todos tiveram um rendimento muito abaixo do aceitável e cometeram erros cruciais para o nosso descenso.

Que fique claro que Bahia nunca foi e nunca será uma colônia de férias, quem vestir nossas cores vai ter que entender o que o nosso clube representa para a torcida, quais são as nossas marcas e principalmente HONRAR a camisa que veste.

Aos que permanecem, saibam que mais do que nunca estamos de olho. A temporada 2022 será um divisor de águas para o Bahia e pra jogar no NOSSO clube vai ter que suar sangue.

Aos que permanecem, saibam que mais do que nunca estamos de olho. A temporada 2022 será um divisor de águas para o Bahia e pra jogar no NOSSO clube vai ter que suar sangue.

TORCIDA BAMOR 1978
NINGUÉM NOS VENCE EM VIBRAÇÃO!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.