O ator José Dumont, de 72 anos, preso em flagrante por policiais civis do Rio de Janeiro, usou sua fama e dinheiro para abusar de um garoto de 12 anos. De acordo com as investigações, o global, detido por estupro de vulnerável, oferecia presentes à vítima para, assim, conseguir beijá-la na boca e fazer carícias em suas partes íntimas. Tudo foi filmado por câmeras de segurança. O material em vídeo deu origem à apuração.
De acordo com informações da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), Dumont usou o prestígio de ser ator com mais de 40 anos de carreira, com reconhecimento em âmbito nacional por suas atuações em dezenas de filmes, novelas e séries, para atrair a atenção do adolescente, que era fã dele.
Com isso, segundo as apurações da Polícia Civil do Rio, Dumont desenvolveu um relacionamento próximo oferecendo ajuda pecuniária e presentes. O veterano valeu-se da vulnerabilidade financeira da vítima, para, a partir daí, fazer investidas, com beijos na boca e carícias íntimas. O ator foi preso pelo crime de armazenamento de imagens de sexo envolvendo crianças, previsto no Artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
Durante as buscas, foram encontradas, tanto no computador pessoal e no telefone celular de José Dumont, imagens e vídeos de sexo envolvendo crianças, fato que foi levado ao conhecimento da Polícia Civil, que determinou a lavratura do auto de prisão em flagrante do ator.

A Rede Globo se posicionou por meio de nota. Leia na íntegra:
“O ator José Dumont estava contratado como obra certa especificamente para a novela ‘Todas as Flores’, a ser exibida no Globoplay. Diante dos fatos noticiados, a Globo tomou a decisão de retirá-lo da novela. A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação”.

Fonte: Metrópoles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.