A Polícia Militar da Bahia manifestou repúdio após o caso que envolveu o prefeito de Água Fria, no Portal do Sertão. Em nota desta quarta-feira (21), a corporação considerou como grave e desrespeitosa a atitude do prefeito Renan Barros, o Renan de Ziza (PL) e acionou o Ministério Público do Estado (MP-BA) e à União dos Municípios da Bahia (UPB) para tomada de providências.
O fato ocorreu na noite do último sábado (17) quando agentes da 97ª CIPM foram acionados para atender uma ocorrência de perturbação do sossego (som alto). Um vídeo registrou a ação (ver aqui). Ao chegar no local, os policiais tentavam controlar a situação quando foram destratados pelo prefeito, que chegou a ofender os agentes e dizer que não obedeceria às ordens.
Ainda segundo a PM-BA, o Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), responsável pela 97ª CIPM, já adotou as providências legais junto ao MP-BA e à UPB. “A PM-BA reafirma o seu compromisso com a população baiana na garantia das ações ostensivas e da preservação da ordem pública, e com a tropa, maior legado da instituição que honra a farda que veste e faz a diferença na sociedade”, finaliza a nota. Por conta do ocorrido, a sede da PM-BA na cidade ficou fechada.

Redação PCS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.