segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Lula Quer Conversar Com ACM Neto Sobre Eleições 2022; Ex-prefeito De Salvador Já Prometeu 'Surra' Em Ex-presidente

O ex-presidente Lula (PT) estaria tentando uma conversa com o presidente do nacional do Democratas e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto. As informações são do Blog do Noblat, do site Metrópoles.
De acordo com o colunista, Lula quer abrir diálogo com o ex-prefeito de Salvador e esse movimento estaria incomodando antigos aliados dentro do PT. Na Bahia, Neto é pré-candidato ao Governo do Estado e deve enfrentar o senador Jaques Wagner (PT), que busca o seu retorno ao Palácio de Ondina.
A nível nacional, Lula é o virtual nome petista para a Presidência da República, enquanto o DEM tenta viabilizar um candidato próprio para a disputa, mas não descarta apoiar alaguém da chamada terceira via. Também há quem aposte que os democratas sejam favoráveis à reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido).
Em 2005, o democrata prometeu dar uma 'surra' no petista, durante pronunciamento na Câmara Federal. A declaração foi dada em meio à investigação do esquema do mensalão.
ACM Neto, no entanto, já se desculpou pela fala. "Reagi realmente de uma forma indevida. Eu não tinha a experiência que tenho hoje. Estava começando a minha carreira. Mas o mais importante é que eu fui em frente", disse, sete anos depois.

Fonte: Aratu On.

Bolsonaro Impõe Sigilo De 100 Anos Sobre Informações De Acesso Dos Filhos Ao Planalto


O presidente Jair Bolsonaro determinou a imposição de sigilo de 100 anos sobre informações das solicitações de crachás de acesso ao Palácio do Planalto emitido em nome dos seus filhos, Carlos Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro. 
Os cartões são utilizados para controlar quem entra e sai do Planalto e a existência deles foi informada pela Presidência da República, em documentos enviados à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.
O sigilo foi confirmado pela revista Crusoé, que teve acesso aos documentos via Lei de Acesso à Imprensa (LAI), e impõe restrição às informações ligadas à "intimidade, vida privada, honra e imagem". Só o vereador Carlos Bolsonaro visitou o local 32 vezes entre abril de 2020 e junho de 2021, e uma planilha mostra que ele tinha livre acesso aos corredores do local.
O seu irmão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, esteve no Planalto em três oportunidades, todas as vezes em abril de 2020, segundo informações do UOL.

Fonte: A Tarde.