sexta-feira, 6 de agosto de 2021

"Não Quero Ser Mártir Nem Símbolo De Nada", Diz Chef Após Polêmica Que Derrubou Vilas-Boas

Empresária se viu, de repente, em um caso de grandes proporções.

Desde a última segunda-feira (2), a chef Angeluci Figueiredo, dona do restaurante Preta, em Ilha dos Frades, foi atirada no olho de um furacão. Ao divulgar as mensagens trocadas entre ela e o ex-secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, a empresária se viu, de repente, em um caso de grandes proporções — que levou à queda do então titular da Saúde na terça-feira (3).  

No domingo (1º), ao não conseguir entrar no restaurante de Angeluci, Vilas-Boas enviou desaforos à chef e a chamou de "vagabunda". As mensagens, divulgadas em primeira mão pelo Metro1, repercutiram negativamente e foram repudiadas por parlamentares baianas e entidades civis, entre eles a OAB-BA e o Conselho Baiano de Turismo.

No meio de tudo isso, Angeluci conta ao Metro1 como está depois do episódio. "Me vi, de repente, num epicentro de tristeza, injustiça e ataque à minha dignidade", diz. "Qualquer pessoa em meu lugar sabe o quanto um episódio desses desestrutura a gente, nos atira no olho de um furacão emocional horrível". 

A chef rejeita qualquer responsabilidade na exoneração de Vilas-Boas. "Eu não sou responsável pelas atitudes de ninguém, muito menos pelas consequências políticas delas", diz. "Não quero ser mártir nem símbolo de nada. Se as coisas tomaram essa proporção toda, eu sinto muito, mesmo porque isso me afeta profundamente", completa. 

No entanto, uma opinião permanece, a mesma dada em resposta ao ex-secretário no aplicativo de mensagens: "As pessoas precisam entender que o mundo mudou, que certas condutas não serão mais toleradas, seja em nome do que for. Respeitem as pessoas, domem seus voluntariamos, suas arrogâncias".

"Às mulheres, uma consciência fica: nenhuma delas deve tolerar ofensa, desrespeito, misoginia ou preconceito. O silêncio é o mais cômodo, mas não liberta ninguém da dor de ser humilhada e da possibilidade disso ser reiterado e banalizado. Reagir não é uma questão de escolha. É o único modo de mudar as coisas", declara a chef do restaurante Preta. 

A exoneração do ex-secretário Fábio Vilas-Boas foi publicada no Diário Oficial do Estado na manhã desta quarta-feira (4). Até o momento, o governador Rui Costa (PT) ainda não se pronunciou sobre o caso. A substituta ainda não foi anunciada.

Foto: Divulgação.

Por: Metro1 / Geovana Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário