sábado, 29 de maio de 2021

Transporte Intermunicipal Na Bahia Será Suspenso Até Três Dias Antes Do São João, Diz Governador

O transporte intermunicipal na Bahia deve ser suspenso três dias antes e três dias após o período de festas juninas, anunciou o governador Rui Costa, na noite desta terça (25), durante o Papo Correria, transmissão ao vivo do gestor feita através das redes sociais. Segundo Rui, a definição aconteceu em reunião realizada nesta terça com o secretário estadual de Infraestrutura (Seinfra), Marcus Cavalcanti.
Ainda de acordo com o governador, caberá à Seinfra a publicação da portaria com as medidas. Não será permitido em nenhum momento a colocação de ônibus extras, e os ônibus que já operam não poderão vender bilhetes para todos os assentos. "Definimos hoje com o secretário de infraestrutura a portaria que será publicada nos próximos dias. Alguns dias antes do São João vamos proibir a colocação de ônibus extras (nas rodoviárias), enquanto os ônibus normais só poderão sair com a lotação máxima em 70% da capacidade. Já nos dias mais próximos do São João nós vamos suspender totalmente o transporte. Então ficou assim, uns dias antes com funcionamento, mas sem ônibus extras, e dois ou três dias depois, vamos suspender", afirmou.
No entanto, o governador não precisou a partir de que data as viagens só serão permitidas com a lotação em 70%. O detalhamento do processo deve acontecer na publicação da portaria por parte da Seinfra. Rui ainda destacou que manterá o transporte intermunicipal nos dias anteriores às datas comemorativas para que parte da população não seja prejudicada, mas a intenção é dificultar o acesso de quem desejar ir ao interior descumprindo as regras sanitárias.
"(Vamos manter dias antes) para não prejudicar quem precisar por uma questão de necessidade, de trabalho, mas não vamos estimular quem quer participar de reuniões ligadas ao São João", disse o governador, destacando ainda que nenhuma festa junina será permitida no estado, independentemente do número de pessoas envolvidas. Ele também falou sobre a possibilidade de barreiras sanitárias nas estradas, mas apontou pouca funcionalidade neste momento da pandemia.
"Essas barreiras (nas estradas no São João) hoje já não são suficientes, elas cumpriram um papel importante no começo da pandemia, porque a maioria das cidades não tinha o vírus, mas hoje, ele (o vírus) já está presente em todas as cidades da Bahia, então essas barreiras não funcionam mais como limitador do vírus. O que a gente quer prevenir é a proliferação dos casos, por isso estamos pedindo para que evitem viagens em massa, para que possamos conter a proliferação do vírus", disse o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário