terça-feira, 10 de novembro de 2020

'O vírus Não Desaparecerá, Nós Precisamos Viver Com Ele', Diz Pneumologista

Dr. Octavio Messeder diz que população ainda não assimilou gravidade da pandemia e de como o vírus pode ser prejudicial à saúde

O médico intensivista e pneumologista Octavio Messeder, responsável por coordenar o Serviço de Pneumologia e da UTI Geral do Hospital Português, avaliou como a população está lidando com a pandemia após mais de sete meses de medidas restritivas. Em entrevista a Mário Kertész hoje (10), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, ele afirmou que a unidade de saúde garantiu um atendimento efetivo para os pacientes.
"O Hospital Português se preparou para uma pandemia de uma forma ética, madura e eficaz. Nós chegamos a um ponto em que as unidades críticas, na sua quase maioria, exceto uma unidade específica dedicada à gastrologia, foram dedicadas ao Covid. Com o controle maior da transmissão feita pelas medidas de distanciamento, máscaras e etc, houve uma redução. Estamos manejando de uma forma muito eficaz", disse o profissional de saúde.
No entanto, Messeder reforça que, embora os números apresentem um panorama melhor em relação ao início da pandemia, não há indicativo de uma "normalidade". "Não estamos de volta no momento em que estivemos antes. A UTI-geral é a UTI que funciona com pacientes normais, sem ser Covid. Temos uma unidade de UTI de Covid que tem mantido sua ocupação bem manejada. Se mantivéssemos esse cenário, que depende muito do que vem de fora e do interior, estaríamos vivendo com o vírus", disse o médico
Para Octávio Messeder, as medidas restritivas poderiam deixar de ser adotadas se a população respeitasse as regras sanitárias contra a propagação do vírus. "Acho que lockdown não seria nem necessário se você sabe conviver com o vírus. O problema é que as pessoas não admitem isso. Elas querem, de repente, pensar que o vírus desapareceu. Eu disse há meses atrás que o vírus não desaparecerá e que nós precisamos viver com ele. Viver com ele é isso, usar máscara. O presidente Biden ontem falou especificamente da máscara. A doença respiratória, com uma boa máscara, distanciamento social e lavagem das mãos é a única proteção que a gente tem hoje. Não significa que você não vá fazer nada. A gente tem que fazer tudo o que a gente fazia antes, exceto situações que a gente não possa usar esse tipo de proteção", declarou.
"Um exemplo é que eu não vejo a gente indo para um casamento grande ou irmos para um show. Qualquer lugar de multidão e aglomeração é o ponto principal de transmissão do vírus. Temos que viver diferente, mas viver", acrescentou. *Metro1.

Araci: Empresário Morre Após Carro Bater De Frente Com Carreta Na BR-116

Uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas em um acidente na BR-116, no município de Araci, na microrregião de Serrinha. O acidente aconteceu neste domingo (8), por volta das 18h50, nas proximidades do Motel Aliança. De acordo com informações colhidas pela reportagem do PCS, o carro modelo Onix, de cor branca, placa FZK 2H49, tentou uma ultrapassagem e acabou batendo de frente contra uma carreta, placa GCK 3985, que trafegava no sentido contrário.
De acordo com o apurado pela reportagem, o motorista do carro de passeio, o empresário Alysson Pinho Mota, de 44 anos, morreu antes mesmo da chegada do socorro. Ele era proprietário de uma livraria e morava na Rua Barão de Jeremoabo, em Araci. 
Já os passageiros Dijalma Souza de Oliveira e João Murilo Silva Carvalho, ambos de 43 anos, foram encaminhados, com ferimentos graves, ao Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição. O motorista da carreta, Marcilon de Oliveira Ripardo, saiu ileso.







 

Itatim: Batida Frontal Entre Caminhão e Carro Deixa 3 Crianças e 4 Adultos Mortos


Sete pessoas morreram e duas ficaram feridas durante uma batida frontal entre um caminhão e um carro de passeio, na BR-116, altura de Itatim, cidade a cerca de 169 km de Serrinha, na madrugada deste domingo (8). A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Conforme a polícia, o acidente ocorreu no Km-538, por volta de 0h. Não há detalhes sobre as circunstâncias da batida. De acordo com a PRF, todos os mortos, que estavam no carro de passeio e ficaram carbonizados e presos às ferragens, são três crianças, duas mulheres e dois homens.
Segundo informações do amigo de uma das vítimas, seis delas eram da mesma família: Miraci Silva Guedes, de 59 anos, Silvestre Silva Guedes, de 32 anos, Juanice de Jesus Paixão, de 29 anos, uma bebê de 11 meses e duas crianças de 8 e 12 anos. A outra vítima foi identificada como Mateus Santana Aragão, de 20 anos.
Ainda segundo o amigo, eles estavam voltando de uma carreata na cidade de Iaçu. Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. De acordo com a PRF, os feridos estavam no caminhão. Eles foram atendidos e levados com ferimentos leves para um hospital próximo. *Redação Portal Cleriston Silva PCS.