segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Músicas De Dois Compositores De Feira De Santana Estão Entre As Mais Tocadas Da Última Década No Brasil

Os compositores são Antônio Dyggs e Cássio Sampaio.

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento especial das músicas mais tocadas em shows realizados no país nos últimos 10 anos. 
A música Ai se eu te pego, do empresário e compositor feirense Antônio Dyggs, e lançada em 2011, está em segundo. A música interpretada pelo sertanejo Michel Teló, é conhecida internacionalmente e ganhou versões em vários idiomas. "Ai se eu te pego" foi eleita pela Billboard como uma das 50 melhores músicas latinas da década, foi indicada ao Grammy Latino, venceu um prêmio Multishow, entre outros diversos destaques da música.
Em primeiro lugar no levantamento do Ecad está a canção Não quero dinheiro, do Tim Maia, e em terceiro está Praieiro, de Manno Góes.
Em quarto lugar no ranking está a música lançada há 8 anos, “Balada”, do compositor feirense Cassio Sampaio, e consagrada na voz de Gusttavo Lima.
Oito anos após o mundo tomar conhecimento do maior hit que Gusttavo Lima já emplacou nas paradas de sucesso, Cássio Sampaio continua na cena do entretenimento com diversas músicas gravados por artistas famosos como, Naiara Azevedo, Wesley Safadão, Xand Avião, Lucas Lucco, João Neto & Frederico, Edson & Hudson, Gabriel Gava, Unha Pintada, Anna Catarina, e vários outros.
Hoje, Cássio mora em Feira de Santana, tem 40 anos, é casado, tem um filho de 8 anos e uma filha de 9. Ele ainda compõe, mas se dedica mais às empresas que tem. De acordo com ele, mais de 70% dos direitos recebidos vêm do exterior.
Confira o ranking das 5 músicas mais tocadas em Shows nos últimos 10 anos em todas as regiões do Brasil:

01 - Não quero dinheiro (Tim Maia)
02 - Ai se eu te pego (Sharon/A. Dyggs/Amanda Cruz/Aline Medeiros/Karine Vinagre/Duda)
03 - Praieiro (Manno Góes)
04 - Balada (Cassio Sampaio)
05 - País tropical (Jorge Ben Jor)

Michel Teló e Dyggs | Foto: Arquivo pessoal.

Com informações da assessoria de comunicação do compositor Cássio Sampaio e do site Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário