quarta-feira, 10 de julho de 2019

Prefeito De Monte Santo é Multado Pelo Tribunal De Contas Por Acumulação Irregular De Cargos Na Gestão

Prefeito Vando deve regularizar situação em prazo máximo de 90 dias,
sob pena de rejeição das contas

O atual prefeito de Monte Santo, Edivan Fernandes de Almeida, conhecido popularmente como Vando (PSC) foi multado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) por não atender à recomendação da Corte de Contas, quanto ao combate à acumulação irregular de cargos na administração pública municipal.
De acordo com o tribunal de contas, foram constatados nove casos de acumulação irregular no exercício financeiro de 2018 pela Diretoria de Controle de Atos de Pessoal do TCM. Diante disso, o prefeito foi notificado das irregularidades, e por meio de sua defesa comunicou a regularização da situação, o que segundo o tribunal, não foi comprovado por meio da apresentação de documentos comprobatórios.
Por conta do não envio das provas, o Conselheiro José Alfredo Rocha Dias, relator do caso no TCM julgou ser procedente o termo de ocorrência contra o prefeito Vando e estabeleceu uma multa no valor de R$ 5 mil ao chefe do executivo, decisão que foi acompanhada por outros quatro conselheiros do tribunal, em sessão plenária na última semana.
Ainda segundo a deliberação emitida pelo conselheiro, a multa deve ser recolhida ao erário do município, com recurso pessoais do gestor – dentro de 30 dias após o trânsito em julgado – e o mesmo deve tomar providências para que as acumulações apontadas sejam solucionadas no prazo máximo de 90 dias. O não cumprimento das determinações pode ocasionar a rejeição das contas em curso ou subsequentes. Fonte: Sertão Em Pauta.

Morre Paulo Henrique Amorim Aos 77 Anos


Jornalista sofreu infarto fulminante na madrugada desta quarta-feira, depois de sair para jantar com amigos na noite de terça-feira

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu, na madrugada desta quarta-feira (10), aos 77 anos. O jornalista deixou o legado para a comunicação brasileira.
Amorim estava em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um infarto fulminante — informação confirmada pela mulher dele.
Na noite da terça-feira (9), o jornalista havia saído para jantar com amigos.

Paulo Henrique Amorim estava na Record TV desde 2003. Antes, passou por diversos jornais, revistas e emissoras de televisão do país.
Nascido em 22 de fevereiro de 1942, Paulo Henrique estreou no jornal A Noite, em 1961. Depois foi trabalhar em Nova York, como correspondente internacional da revista Realidade e, posteriormente, da revista Veja.
Na televisão, passou pela extinta TV Manchete e pela TV Globo, também como correspondente internacional em Nova York.
Em 1996, deixou a TV Globo e foi para a TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band e o programa Fogo Cruzado. Depois, foi para a TV Cultura.
Em 2003, foi contratado pela Record TV, onde apresentou o Jornal da Record segunda edição. No ano seguinte, ajudou a criar a revista eletrônica Tudo a Ver na emissora. Em 2006, assumiu a apresentação do Domingo Espetacular, onde ficou até junho deste ano. 
Amorim deixa uma filha e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.