domingo, 7 de julho de 2019

PMs Envolvidos Em Ação Que Matou Dançarina Em Irecê Prestam Depoimento


Policiais que participaram do caso que resultou na morte de uma dançarina em Irecê, no centro norte da Bahia, são ouvidos nesta sexta-feira (5). Segundo o delegado Almir Fernandes, da 14ª Coorpin, que apura o caso, alguns PMs já prestaram depoimento durante a madrugada, e o restante deve ser interrogado até o final do dia. Os primeiros depoimentos reforçam a versão já apresentada pela Polícia local.
O carro onde as vítimas estavam teria desobedecido a uma ordem de parada das Rondas Especiais (Rondesp), houve perseguição com reforço de mais PMs, e depois de passar por outro bloqueio, o veículo foi alvejado. Três guarnições de policiais militares participaram da ação, o que se estima que havia de 10 a 12 agentes envolvidos.



Baleada na região do abdômen, a dançarina Gabriela Moura, foi levada para o Hospital Regional de Irecê, mas não resistiu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Outros três músicos, que também foram baleados, seguem hospitalizados na mesma unidade de saúde. Eles não correm risco de morte.
O caso ocorreu na madrugada desta sexta, por volta das 0h30, quando o grupo de músicos da banda Casa de Reboco voltava do município de Lapão. O motorista do carro não foi atingido. *BN Bahia Notícias.

Homem Que “Dividia” Esposa Na Mesma Casa Mata o Rival Após Ser Dispensado Por Ela

Foto reprodução

Um homem foi preso em flagrante por matar outro a facadas em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, o operador de telemarketing Luiz Felipe de Oliveira Galdino, de 25 anos, assassinou o auxiliar administrativo Bruno Botelho Vieira, de 23, motivado por ciúmes, uma vez que ambos estariam se relacionando com a mesma mulher. Conforme apurado pelo G1, o homicídio aconteceu na madrugada de quarta-feira (3), no bairro Castelo. No local, moravam no mesmo apartamento Luiz Felipe, a vítima e a mulher, de 20 anos, com quem os dois mantinham relacionamento.
De acordo com a Polícia Civil, o operador de telemarketing justificou o assassinato ao fato da mulher terminar o ‘triângulo amoroso’ para ficar apenas com Bruno. Ouvida pela delegada, a jovem confirmou que se relacionava com os dois rapazes ao mesmo tempo, inclusive, no mesmo apartamento. Ela ainda relatou ter terminado a relação com Luiz Felipe – com quem tem uma filha de dois anos – na terça-feira (2). Segundo relatou a jovem aos policiais, o operador de telemarketing teria esfaqueado Bruno três vezes no abdômen por não se conformar com a separação.
Acionada ao local do crime, a Polícia Militar apreendeu a faca e encontrou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já socorrendo Bruno. O rapaz foi encaminhado a Santa Casa de Santos, mas não resistiu e veio a óbito. A jovem estava com Bruno e o acompanhou ao hospital. Momentos depois, Luiz Felipe voltou ao local do crime e confessou aos policiais ter esfaqueado Bruno. Ele foi autuado em flagrante e encaminhado para Cadeia Pública da cidade. De acordo com a Polícia Civil, foram solicitados exames junto ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como homicídio simples na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos.

Irecê: Dançarina De Banda Morre Durante Ação Policial


A dançarina da banda Sala de Reboco morreu após ser baleada no início da madrugada desta sexta-feira (05), em Irecê. Outros integrantes do grupo também foram atingidos pelos tiros. Segundo a Polícia Civil, uma Guarnição da Rondesp (Rondas Especiais) avistou um veículo Toyota SW4, cor preta, e solicitou a parada do veículo, mas o condutor não obedeceu. A fim de interceptar o carro, os policiais pediram apoio a uma equipe da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO) do 7º Batalhão da Polícia Militar.
Ainda conforme a nota, o motorista não atendeu a ordem de parada e fugiu, momento que os militares efetuaram disparos contra o veículo. Foram atingidos Joelma Rios (vocalista), Gabriela Moura (dançarina), Suelen Sodré Mendonça Pinheiro (dançarina) e Elieselson Possidônio (sanfoneiro), que foram socorridos ao Hospital Regional de Irecê. Gabriela não resistiu aos ferimentos e morreu na sala de cirurgia da unidade.
Suelem foi atendida e liberada. Não há informação sobre o estado de saúde dos outros integrantes da banda Sala de Reboco. De acordo com a Polícia Civil,  condutor do veículo, Cláudio Pereira Batista não foi atingido e foi apresentado à Delegacia Regional de Polícia Civil por conduzir veículo sob efeito de álcool.
A Polícia Civil apura o caso. O Central Notícia tentou contato com a assessoria de imprensa da banda, mas até o fechamento dessa reportagem não havia conseguido retorno. A Polícia Militar ainda não se pronunciou.

Versão da vítimas:
Em entrevista a uma rádio local, a cantora da banda negou que haviam fugido da abordagem policial e disse que a viatura da Rondesp não acionou o giroflex para que eles pudessem notar que se tratava da polícia. A cantora disse ainda que não houve ordem de parada e que todos fugiram com medo por acreditar que estavam se do perseguidos bom bandidos, visto que não identificaram se tratar da polícia. (Jacobina Notícias) *Com informações do Central Notícia.