WEB RADIO RMSOM | AUTO DJ 24 HRS

sábado, 18 de junho de 2016

Maisa Silva Recebe Ameaça De Morte e Rebate: 'Eu Só Temo a Deus'


Neste domingo (12), a atriz Maisa Silva, recebeu em seu perfil do Twitter uma ameaça de morte. A jovem de 14 anos divulgou na rede social a ameaça enviada por um internauta e também tranquilizou os fãs: “Eu tô bem”.
“Acabei de receber minha primeira ameaça de morte. Eu tô bem “, escreveu a atriz em seu perfil do Twitter antes de publicar a ameaça em sua rede social.
Maisa, que é sempre brincalhona na web, não se deixou abalar com a mensagem. “O que aquele fã da Ana Hickmann tentou fazer com ela, vou fazer com você. ”, dizia um trecho da ameaça recebida pela jovem. “Então gente. Queria dizer que eu só temo a Deus. Oro por essas pessoas. beijinho”, escreveu a atriz.
Sucesso desde que iniciou sua carreira como cantora, aos três anos, quando começou a se apresentar no “Programa Raul Gil”, na Band, Maisa acumula muitos trabalhos na TV, tendo sido apresentadora de atrações como “Sábado Animado”, “Domingo Animado”, “Bom Dia & Cia”, “Carrossel Animado” e “Mundo Pet”, que teve curta duração, além de participações como repórter do “Domingo Legal”, comandado por Celso Portiolli (MSN/Br).

Repórter Que Denunciou Cantor Biel Por Assédio é Demitida, Diz Colunista


Após ter denunciado Biel por assédio sexual, a repórter do portal IG foi demitida nesta sexta-feira (17). A profissional, que não teve sua identidade revelada, por determinação policial, ficou surpresa com a decisão da empresa.
Segundo o colunista Fernando Oliveira, não se tratou de corte de departamento. A moça foi a única dispensada da empresa, mesmo após a promessa de que seria protegida durante este processo contra o cantor.
A jornalista teria ficado bastante chocada com a decisão e deixou o antigo local de trabalho aos prantos.
Vale lembrar que o caso ganhou grandes proporções no início de junho, quando a moça decidiu denunciar Biel à polícia. Ela foi chamada de "gostosinha" pelo famoso durante uma coletiva de imprensa, e ele garantiu que a "quebraria no meio" caso fizessem sexo.
No dia 6 de junho, a editora Patrícia Moraes revelou que a funcionária precisou de uma licença por ter ficado abalada com a repercussão do caso. "Até para que ela fique um pouco distante dos acontecimentos, mais tranquila", disse ao "Ego" na ocasião (Fonte: MSN/Br).