domingo, 22 de maio de 2016

Encontrado Na Carenagem Da Moto De Fábio Som, Pelo De Cavalo. Morador Disse Que Viu Animal

Marcas de sangue entre dois blocos. Foto: Raimundo Mascarenhas

Demora no socorro pode ter sido mais grave que o tempo que ficou no hospital. Corpo será sepultado às 17h30 deste domingo, no cemitério Recanto do Saudade (Cemitério Novo).

O Calila Noticias esteve no local do acidente que vitimou na madrugada deste domingo, 22,  Fábio Lopes da Silva, 35 anos, conhecido por Fábio Som, na altura do Km 35 da BA 409  e constatou que na motocicleta pilotada pelo empresário, cujo veículo se encontra numa residencia próxima ao local do acidente, está preso a carenagem, o pelo da crina ou da cauda de um cavalo ruivo.
Segundo o morador próximo ao local do acidente, conhecido por Anastácio do Ferro Velho, o seu genro conhecido por Tony estava assistindo a um filme quando por volta das 0h30 ouviu um barulho, e ao sair na porta de casa viu que se tratava de um acidente, ele (Tony) teria corrido para o local e encontrado Fábio caído sangrando bastante e a moto mais a frente ainda funcionando e um cavalo caído próximo. O animal reagiu cerca de 10 minutos depois e se levantou.

Acredita-se que Fábio não atingiu o animal em cheio, mas foi suficiente para perder o equilíbrio. Foto: Raimundo Mascarenhas CN

“Nervoso e sem ter como socorrer, pois o caso era grave, ele disse que foi a pé até o hospital, chegou lá a grade estava fechada, ele chamou não foi atendido, depois foi na Policia Militar e parece que não conseguiu encontrar viatura e tentou e por último os Anjos da Vida que informou que naquele momento estava em outra solicitação. Ele voltou pra o local e o rapaz ainda no chão, quando apareceu um carro e resolveu prestar o socorro levando para o hospital”, contou Anastácio.
O morador disse que é muito comum encontrar animal ali nas proximidades, “teve um tempo que estavam recolhendo, mas parou e o que se vê aqui são os animais na pista levando perigo pra quem passa. Essa não é a primeira vez que acontece acidente aqui provocado por animal, é preciso que se tome providencias punindo os donos”, disse o comerciante.

Corpo de Fábio será sepultado no fim da tarde deste domingo

Fabio era atualmente um dos mais requisitados para montagem de paredão de Coité e região. 
Foto: Raimundo Mascarenhas CN.

A rapidez do socorro a Fábio não foi a mesma da liberação do corpo no Departamento de Policia Técnica – DPT de Feira de Santana, pois já passou por necropsia e foi liberado para o sepultamento que vai acontecer no cemitério municipal Recanto da Saudade (cemitério novo) às 17h30 de hoje. O corpo será velado no Memorial do PAFAC.

Redação CN/ Fotos e vídeo Raimundo Mascarenhas.

Conceição Do Coité: Morre Vítima De Acidente De Moto o Empresário Fábio Som

Fabio se dirigia para sua residencia depois de ter se reunido numa chácara com amigos. Ele foi encontrado caído na rodovia, levado para o hospital onde morreu cerca de duas horas depois


Morreu na madrugada deste domingo, 22/06, no Hospital Português – Unidade Regional de Conceição do Coité, o empresário do ramo de som automotivo Fábio Lopes da Silva, 35 anos, popularmente conhecido por Fábio Som. Ele foi encontrado caído ao lado de sua motocicleta na altura do KM 35, da BA 409, perímetro urbano de Coité, no trecho entre Olhos D’água e Churrascaria Boi na Brasa.
Fábio foi socorrido por uma pessoa não identificada por volta de 1h15 em estado muito grave depois de sofrer um profundo corte na cabeça na região da nuca, a equipe médica se manteve o tempo todo tentando reanimá-lo enquanto aguardava o a liberação do sistema de regulação, e a informação que era passada inclusive para os familiares era do quadro muito grave, em determinado momento surgiu a informação de sua morte, depois surgiu outra que havia sido reanimado, mas infelizmente por volta das 02h30 foi anunciado o óbito.


Fábio (ao centro) sua moto logo atrás, poucas horas antes do acidente. 
Self feito pelo amigo Caio com que esteve minutos antes do acidente.

Vários amigos compareceram ao hospital, alguns deles disseram que estiveram minutos antes do acidente com Fábio em uma chácara próximo ao Bairro Casas Populares, onde costumavam se reunir para falar de som e de motos. Um amigo de pré nome Caio disse ao Calila Noticias, que estavam saindo juntos, “quando eu disse: espera ai Fábio que só vou pagar  a conta aqui, ele respondeu: vou andando na frente rapaz, saí muito cedo de casa e a mulher está preocupada, você me acompanha”, narrou o amigo.
Caio disse que seguiu sem conseguir alcançar Fábio, depois que chegou num trailler no centro da cidade alguém o informou do acidente. Caio ficou muito chocado e lamentou ele não ter esperado. “Se a gente sai junto, vinha trocando ideia e podia não ter acontecido, mas parece que as coisas quando é pra acontecer ninguém se livra”, lamentou.
Fábio deixa a maior loja de som automotivo da cidade que fica na Avenida Luiz Eduardo Magalhães, bastante procurado para  desenvolver os famosos paredões, paralelo ao trabalho era apaixonado por motos e morreu na potente Repsol. Informações iniciais davam conta que ele teria atingido o animal e caído, mas essa hipótese parece que não foi confirmada, pois não foi visto nenhum animal próximo ao local do acidente. Outro questionamento foi se ele estava ou não usando capacete. Caio afirmou que ele deixou a chácara usando capacete, mas foi encontrado sem o equipamento.

No vídeo abaixo, Fábio aparece de jaqueta branca acelerando sua moto no adeus a Loy Xavier também vítima de acidente de moto.

Coité perde o quarto empresário do ramo de som automotivo todos de forma trágica

Fábio Som é o quarto empresário coiteense que morre vítima de acidente, situação lembrada por várias pessoas em frente ao hospital e muitos questionamentos da coincidência.
O primeiro foi Mero Som no ano 2006, tido como o maior do setor na época, ele montou uma filial em Euclides da Cunha, cuja loja era maior que a matriz em Coité. Ele retornava de Euclides por Monte Santo num veículo modelo Saveiro que tinha acabado de comprar. Quando trafegava pela BA 120 entre Monte Santo e Cansanção numa madrugada de domingo, se perdeu numa curva e o veículo capotou várias vezes e ele morreu na hora. Na ocasião a cidade lotou para seu sepultamento, pois era bastante popular.
(Obs: o Calila fez a reportagem, mas não tem mais arquivada por ter perdido o banco de dados nos dois primeiros anos de fundado).
No dia 22 de dezembro de 2012, uma colisão envolvendo uma moto e um Celta, tirou a vida de Nicinho da Shopping Car Equipadora, por ironia do destino, na ocasião muita gente comentou a coincidência, Nicinho ocupou o mesmo imóvel deixado por Mero Som.
Em 3 de março de 2014, morreu Rone Som. Ele colidiu a moto contra a parede de um quiosque que fica ao lado da Secretaria Municipal de Educação de Coité.  


As informações são da redação CN.
Fotos Facebook.