WEB RADIO RMSOM | AUTO DJ 24 HRS

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Vera Cruz: Desentendimento Entre Vizinhos Termina Com 4 Mortos e 2 Feridos


Vingança foi o principal motivo do ataque que deixou quatro pessoas mortas e duas feridas, na tarde desta terça-feira (27) na Rua do Santíssimo, em Mar Grande, localidade do município de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. Segundo informações do titular da 24ª Delegacia (Vera Cruz), o delegado Geovane Paranhos, Ian da Conceição queria se vingar do vizinho, o pescador Uanderson Senna dos Santos, de 30 anos, após ele ter interferido em uma briga de casal na semana passada.
Segundo o delegado, na ocasião, Ian tentou atear fogo no corpo a mulher, mas Uanderson conseguiu impedir. Na tarde de ontem, então, Ian foi até a casa do vizinho acompanhado de seu pai  Itamar da Conceição, que era sargento da Polícia Militar aposentado. O objetivo deles, ainda de acordo com o delegado, era matar Uanderson.
Ao chegar no imóvel, como não localizou o alvo, Itamar começou a fazer disparos nas pessoas que estavam na casa. Jocilene Santana de Sena, 46 anos, e a irmã dela, Jussara Clementina Sena Sacramento, 53, foram atingidas e morreram no local. A polícia acredita que elas sejam parentes de Uanderson.
Um vizinha identificada como Edna Maria de Santana Sena, 77, também foi baleada. Ela está em estado grave. Ainda de acordo com o delegado Paranhos, Ian tomou a arma das mãos do pai e atirou nele. Itamar também não resistiu e morreu.
Uma outra vizinha que entrou no imóvel para ver o que estava acontecendo também foi baleada com um disparo no joelho. Ela foi identificada como Flavia Luiza Santana, 27, e socorrida por ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Em seguida, Ian se matou com a arma do pai. Os corpos foram encontrados dentro da casa, por policiais da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que o caso será investigado  pela Delegacia de Vera Cruz com apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), através da Delegacia de Homicídios Múltiplos.
“É uma situação lamentável, mas que será esclarecida apenas com os laudos periciais da Polícia Técnica, que vão apontar a dinâmica dos crimes”, explica o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. As testemunhas serão ouvidas, ainda nesta quarta, na Delegacia de Vera Cruz (Correio24H).


Nenhum comentário:

Postar um comentário