domingo, 30 de agosto de 2015

Conceição Do Coité: Homem é Morto a Tiros Após Ser Perseguido Por Dupla Em Moto


Um homem, identificado como Tiago Souza de Jesus, de 24 anos, foi assassinado após ser perseguido por dois homens em uma moto, no bairro Vila Tóide, em Conceição do Coité, na noite desta segunda-feira (24).
Segundo a Polícia Civil, os suspeitos balearam o homem na cabeça e nas costas. O crime ocorreu em via pública, por volta de 22h30, no cruzamento das ruas Artur Neiva e Carlos Gomes.
Segundo a Delegacia Territorial (DT), que investiga o assassinato, dois homens em uma moto foram vistos perseguindo a vítima momentos antes do homicídio. Um deles teria disparado vários tiros em direção da vítima, que também pilotava uma moto Sundown Web, de placa JMS-8475, licença de Serrinha. A dupla fugiu em seguida.
A vítima caiu ao lado de uma casa e morreu no local. O corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. Até a publicação da matéria, ninguém havia sido preso.
Testemunhas, que não quiseram ser identificadas, relataram que o homem assassinado teria envolvimento com o tráfico de drogas e o crime teria sido motivado por um acerto de contas.


Fonte: PCS.

PF Desarticula Quadrilha Que Produzia e Vendia Cocaína Em Farmácias Na Bahia e Em 6 Estados


A Polícia Federal desarticulou na manhã desta quinta-feira (27) um grande esquema especializado no tráfico de drogas sintéticas que produzia e vendia de anfetaminas a cocaína em farmácias e laboratórios no estado de Goiás. A quadrilha também atuava na Bahia e outros quatro estados, além do distrito federal.
Segundo a PF, a quadrilha usava ainda vendedores em carros de luxo para comercializar a mercadoria ilegal. Em apenas oito meses, um dos laboratórios gerenciados pela organização movimentou cerca de R$ 240 milhões.
Chamada de Operação Quinto Elemento, a ação policial busca cumprir 30 mandados de prisão temporária, 08 mandados de prisão preventiva, 40 mandados de condução coercitiva, 55 mandados de busca e apreensão e 12 sequestro de bens imóveis, incluindo um prédio residencial de 20 apartamentos. Cerca de 400 policiais federais estão participando da operação nos estados de Goiás, São Paulo, Paraná, Tocantins, Bahia, Minas Gerais e no Distrito Federal. A PF não divulgou o município baiano, nem o estabelecimento envolvido no esquema. Ainda de acordo com a polícia a quadrilha utilizava empresas regularizadas para adquirir os produtos químicos usados para sintetizar os as drogas, entre elas anfetaminas e cocaína.
Oito laboratórios foram localizados e alguns deles possuíam grande capacidade de produção de drogas. Em um dos laboratórios desmontados foram apreendidos cerca de 630 mil de comprimidos conhecidos como Ecstasy do Paraguai prontos para o consumo. A droga, que também é usada como rebite, leva o usuário a um quadro de insônia e depressão.
Segundo a PF, a droga encontrada é superior à quantidade apreendida pela Polícia Federal durante todo o ano de 2015. Em outro laboratório, a polícia encontrou aproximadamente 800 mil comprimidos ainda em produção.
Os presos responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico, falsidade ideológica e tráfico de produtos químicos para a produção de drogas.

A PF não divulgou o município baiano, nem o estabelecimento envolvido no esquema.

Tarifa Da Bandeira Vermelha Na Conta De Luz Cai 18%



A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou nesta sexta-feira (28) a redução de 18% no valor da tarifa da bandeira vermelha, o indicador que engloba os usuários que pagam o custo mais alto de energia. Com a decisão, o valor adicional para cada 100 kWh consumidos cai de R$ 5,50 para R$ 4,50. Para os consumidores, o novo valor corresponderá a uma redução de dois pontos percentuais no custo da conta de luz. A mudança entra em vigor a partir de 1 de setembro até 31 de dezembro.
A decisão foi adotada em razão da redução no custo de produção de energia decorrente do desligamento de 21 termoelétricas com custo variável unitário maior que R$ 600MWh, aprovada no início deste mês. Apesar de o pedido das distribuidoras para que o valor seja mantido, devido ao aumento dos custos da geração, a diretoria da Aneel entendeu que o uso das bandeiras deve refletir, o cenário de disponibilidade da geração de energia e não os problemas de caixa das distribuidoras.
“Não podemos confundir o conceito do fundamento das bandeiras, com os alívio de caixa das distribuidoras. O valor arrecadado com as bandeiras deve cobrir o valor da geração termoelétrica. Para utras razoes de (alta) custo existem outros mecanismos para compensação”, sustentou o diretor da Aneel Reive Barros dos Santos, relator do caso.
Para o diretor Tiago Correia, os consumidores responderam ao instrumento das bandeiras, reduzindo o consumo e fazendo investimentos, como a substituição de lâmpadas incandescentes pelas de led, o que justifica a redução do valor da bandeira.
Contudo, o diretor-geral a Aneel, Romeu Rufino, ressaltou que a redução não representa uma melhoria no quadro de geração de energia do país. “O cenário não é favorável a mudança da bandeira. Não é um cenário provável. Não estamos dando nenhuma sinalização de que o consumidor possa relaxar na sua prátrica de uso da energia. A sinalização ainda é de cuidado com o consumo e de uma situação adversa”, frisou Rufino.
O parque gerador de energia elétrica no Brasil é composto predominantemente por usinas hidrelétricas. Para funcionar, essas usinas dependem das chuvas e do nível de água nos reservatórios. Quando há pouca água armazenada, usinas termelétricas precisam ser ligadas para não interromper o fornecimento de energia. Com isso, o custo de geração aumenta, pois essas usinas são movidas a combustíveis como gás natural, carvão, óleo combustível e diesel.