sexta-feira, 26 de junho de 2015

Jogos Beneficentes De Messi Eram Utilizados Para Lavagem De Dinheiro


O jornal espanhol "El Mundo" trouxe uma bomba envolvendo o atacante Lionel Messi. De acordo com publicação desta sexta-feira, 26, jogos beneficentes do craque, realizados entre os anos de 2012 e 2013, eram utilizados pelo cartel de narcotráfico mexicano, batizado de Los Valencia, para lavar dinheiro, com a compra fictícia de ingressos para as partidas, todas organizadas pelo instituto do craque argentino, administrado por seu pai na época, Jorge Messi.
A informação chegou à público após uma testemunha revelar à Agência Antidrogas dos EUA (DEA), o envolvimento do craque e seu pai, que teriam conhecimento da lavagem de dinheiro. A Justiça espanhola já investiga o caso há dois anos e uma possível relação da realização das partidas com cartéis colombianos, também com objetivo de lavar dinheiro.
A publicação traz que o pai do jogador recebia de 10% à 20% do dinheiro lavado pelos cartéis. As partidas realizadas pelo Instituto do camisa 10 contaram não só com a presença do argentino como de outros craques. Daniel Alves, o goleiro Pinto e Mascherano participaram dos jogos e já teriam prestado depoimento à polícia (MSN Br).

CLÍNICA DEMITE FUNCIONÁRIOS APÓS FOTOS VAZADAS DO CORPO DE CRISTIANO ARAÚJO


A clínica de tanatopraxia "Oeste" demitiu por justa causa, na noite dessa quinta-feira (25/6), dois funcionários apontados como os responsáveis pelo vazamento de imagens do corpo de Cristiano Araújo. O sertanejo e a namorada Allana Coelho morreram em um acidente de carro na madrugada do dia 23, em Goiás. 
A "Clínica Oeste" divulgou nota afirmando que "repudia com veemência o ato dos dois funcionários que, de maneira mórbida, gravaram e divulgaram tais imagens”. Além disso, disse também que tem "como procedimento orientar sua equipe que, inclusive, assina regulamento interno de trabalho e Ordem de Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho individual para cada caso, documentos estes que proíbem que toda e qualquer etapa do trabalho desenvolvido na empresa seja gravado, fotografado e, principalmente, divulgado". 
O comunicado ainda fala que a clínica "já tomou as providências legais para efetuar as demissões por justa causa". 


Veja o comunicado na íntegra: 
"Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo a divulgação de imagens do corpo do cantor Cristiano Araújo, a Clínica Oeste vem a público informar que repudia com veemência o ato dos dois funcionários que, de maneira mórbida, gravaram e divulgaram tais imagens. 
A clínica tem como procedimento orientar sua equipe que, inclusive, assina regulamento interno de trabalho e Ordem de Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho individual para cada caso, documentos estes que proíbem que toda e qualquer etapa do trabalho desenvolvido na empresa seja gravado, fotografado e, principalmente, divulgado. 
Diante do erro cometido por dois funcionários de seu quadro profissional, a clínica informa que não é conivente com este tipo de conduta e que já tomou as providências legais para efetuar as demissões por justa causa. 
A Clínica Oeste existe há quatro anos e reitera seu compromisso com a ética, a transparência, o zelo pela prestação do serviço e o respeito às famílias, e se solidariza com todos os que, como ela, repudiam tal ato”.

Fonte: Tribunadabahia.

POLÍTICA: JUSTIÇA SUSPENDE FESTA DE SÃO PEDRO EM ANDORINHA

NOTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO


Atendendo pedido formulado pelo Ministério Público, a Justiça de Senhor do Bonfim suspende a realização dos festejos de São Pedro no município de Andorinha, que aconteceriam nos dias 27 e 28 do mês de junho. Na ação civil pública proposta pelo MP, o Promotor de Justiça responsável pelo caso citou que o Município de Andorinha não observou a Lei Geral de Licitações e a própria norma local na contratação da estrutura necessária para a festa e também das apresentações artísticas possivelmente escaladas, tornando irregular a despesa pública pretendida. O requerimento foi formulado à Justiça no dia 16 de junho de 2015 e o Município de Andorinha, apesar das várias manifestações no processo, não apresentou a documentação que pudesse atestar a legalidade das despesas. Segundo a decisão proferida, o Município deve se abster de investir recurso público para a promoção da festa, sob pena de pagamento de multa.
Missão do MPBA: Defender a sociedade e o regime democrático para garantia da cidadania plena.

ASCOM  - MP.