sábado, 7 de março de 2015

Euclides da Cunha: “Baba” Termina Em Pancadaria Após Provocação Com Música de Igor Kannário


Aconteceram cenas lamentáveis de violência, após um “baba”no distrito de Ruylândia, distante 15 km da cidade de Euclides da Cunha-BA, que deixou quatro pessoas feridas e uma em estado grave, no jogo que reuniu as equipes do Licuri (representante do povoado do mesmo nome, situado no vizinho Município de Quijingue) e a representação de Ruylândia.
Segundo informações de uma das vítimas, corroboradas pelo pai de Anderson Mota Bispo (28), goleiro do time do Licuri, alguns torcedores visitantes tiveram um ligeiro atrito contra um grupo de três jovens que se encontravam numa boate, mas que tudo havia sido resolvido de maneira civilizada e todos continuaram no mesmo ambiente de diversão; porém, os jovens de Ruylândia deixaram a boate por alguns minutos e retornaram provocativos, dançando e cantando a música “Tudo nosso e nada deles”, sucesso musical do carnaval 2015 de Salvador, interpretado pelo polêmico cantor Igor Kannário, que costumeiramente faz apologia às drogas – e ao mesmo tempo em que cantavam, apontavam o dedo indicador para os visitantes.


Por volta das 20h00, os jovens visitantes pagaram a conta e quando deixavam o local para se dirigirem ao ônibus para irem embora, foram abordados pelos jovens com os quais haviam se desentendido em dado momento, que os agrediram e gerou um grande tumultuo no local, só que desta vez, com a participação de cerca de mais quatro jovens que os aguardavam do lado de fora e próximos à boate.
O grupo usava pedaços de pau, garrafas, pedras de paralelepípedo, numa verdadeira carnificina que culminou com o goleiro Anderson, que tentava acalmar os ânimos, agredido com uma paulada ou pedrada na cabeça, que provocou desmaio e foi socorrido para o Hospital Municipal ACM, em um automóvel de um torcedor que acompanhava o time do Licuri.
Ao ser examinado pela equipe médica de plantão, ficou constatado traumatismo craniano e foi transferido para o Hospital Regional Clériston Andrade, em Feira de Santana, onde se encontra internado em estado de coma, enquanto Antônio Santos de Jesus (35), José Silva Leal Santos (27) e Renato Oliveira dos Santos (25), também recebiam atendimento médico no HMACM.
Antônio Santos de Jesus também foi agredido violentamente e sofreu ferimento na boca e corte na parte de trás da cabeça, havendo necessidade de sutura, além de ficar com hematoma no olho e ferimento no nariz. Renato Oliveira sofreu ferimento leve na face e hematoma no olho, enquanto José Silva Leal ficou ligeiramente lesionado na face direita próximo ao olho.
Ainda segundo testemunhas que aguardavam para serem ouvidas na 1ª DT da 25ª Coorpin, após as agressões, o ônibus que conduzia a delegação de Licuri, onde também se encontravam várias crianças acompanhadas dos pais e que ficaram apavorados, por medida de segurança, foi escoltado por pessoas da comunidade de Ruylândia, além de jogadores e dirigentes do time local, até a saída do distrito, para evitar novas e possíveis agressões.
Vítimas e testemunhas registraram boletim de ocorrência e pediram apuração dos fatos e providência das autoridades. Por volta das 17h, o pai do goleiro Anderson contou para a reportagem do site euclidesdacunha.com que o filho ainda não havia saído do ‘estado de coma’.

Informações/Fotos: Euclides da Cunha.com