sábado, 29 de novembro de 2014

Itatim: Presos Arrombam Celas, Roubam Armas e Fogem de Delegacia


Presos da delegacia de Itatim fizeram uma rebelião nesta sexta-feira (28) que resultou na fuga de seis deles – dois já foram recapturados pela Polícia Militar da cidade e os demais são procurados. Os presos roubaram armas da delegacia e houve troca de tiros com a PM na tentativa de escapar da prisão.
Segundo o tenente Benjamin Silva, do pelotão local, vinte presos estavam detidos na unidade quando começou o motim. Os presos conseguiram quebrar uma grade e a partir daí saíram e libertaram outros detidos. “Eles usaram a grade quebrada para dar impulso e arrombaram a grade central, que dá acesso à delegacia em si”, explica o tenente ao Correio24horas. Apenas um carcereiro estava no local. Ele percebeu a movimentação e escapou, ligando para a PM.
Quando os policiais militares chegaram, cercaram a delegacia e trocaram tiros com os presos, que roubaram o armamento da delegacia – uma escopeta, uma metralhadora, pistolas e revólveres, alguns destes frutos de apreensões na região. “Eles deram mais de 50 disparos de fora da delegacia em nossa direção, mas não atingiram ninguém, só as viaturas e as paredes da delegacia foram atingidas”, conta o tenente.
Seis presos conseguiram escapar, mas dois, um de Itatim e outro de Amargosa, foram presos ainda nas imediações da delegacia. Os outros quatro respondem por arrombamento, dois por assalto e tráfico de drogas.
O tenente explica que a insatisfação na detenção começou com a transferência de oito presos de Amargosa, depois que a cidade passou por um momento de caos após um policial matar uma criança. A ação gerou protestos e a delegacia acabou sendo invadida e queimada. “Lá eles estavam perto das famílias, que podiam visitar com mais frequência. Eles alegavam que queriam ir para um lugar mais próximo (de Amargosa”. Desde a época da rebelião, Amargosa está sem carceragem, com a delegacia interditada para prisões.
Os presos de Itatim foram remanejados para Itaberaba e Santo Antônio de Jesus. A Polícia Militar informou que o 11º Batalhão deslocou reforço para o local assim que tomou conhecimento da rebelião e controlou a situação com apoios de guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado Litoral Norte e da 57ª Companhia Independente de Polícia Militar (Santo Estêvão).

Informações: Correio 24 H.
Foto: Portal Bahia News.

Monte Santo: Pais das Adolescentes Que Invadiram Cemitério São Notificados


Após repercussão nas redes sociais e na mídia local e da região, do caso das jovens que invadiram o cemitério de Monte Santo para gravar um vídeo dançando ‘pagodfunk’ sob os túmulos, a Polícia Civil acionou os pais dos adolescentes para prestar esclarecimentos.
Uma sindicância foi aberta e o procedimento foi encaminhado à Juíza desta comarca para que sejam tomadas as devidas providências. O Conselho Tutelar do município também nos informou está acompanhando o caso e deverão aplicar medidas socioeducativas aos adolescentes, que foram enquadrados na prática de ato infracional, conforme os artigos de número 110 e 111 do Estatuto da Criança e do Adolescente, assim como no art.5º, incisos LIV e LV da Constituição Federal, que prevê a preservação do Direito das Crianças e Adolescentes, onde os pais podem ser responsabilizados pelos atos.
A atitude dos jovens causou muita revolta na população, que destacou como “uma falta de respeito”, porém, nenhum membro do grupo das jovens, que sem intitulam como “Bonde das Menores”, utilizaram de seus perfis nas redes sociais para se retratar diante ao fato, muito pelo contrário, gozam do “holofote momentâneo” e ironizam ao falar que precisam de segurança particular pra sair de casa.
A segurança no entorno do Cemitério foi reforçada, segundo informa a Guarda Civil Municipal, além da disponibilização de uma viatura da guarda para garantir a segurança e o sossego do patrimônio público da cidade.

Fonte Monte Santo.net