terça-feira, 2 de setembro de 2014

Seca: Bahia Tem Pelo Menos 140 Cidades Em Situação de Emergência


Para amenizar o problema, carros-pipa estão sendo enviados às regiões mais afetadas.
Ao menos 140 municípios baianos decretaram situação de emergência devido à estiagem no estado – a maioria, no Semiárido. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia na Bahia (Inmet/BA), não há previsão de chuva para os próximos três meses.
Para amenizar o problema, carros-pipa estão sendo enviados às regiões mais afetadas. De acordo com a Casa Civil do estado, a distribuição de alimentos para a população e a facilitação da compra de milho para os animais, por meio da aquisição subsidiada, também estão entre as medidas.
Segundo o superintendente de Proteção e Defesa Civil do estado, Salvador Brito, a situação não foge da normalidade nesta época. “Viver no Semiárido é aprender a lidar com a falta de água”, destaca. Ele explica que uma das maiores dificuldades para sanar o problema é que a forte seca de 2013 não foi totalmente superada. “Os rios e mananciais da região ainda não tiveram a capacidade total de volume de água recuperada. Isso dificulta qualquer armazenamento por um período mais longo.”
Com a maior parte localizada em zonas do Semiárido, a Bahia está entre os estados que mais sofrem com as secas todos os anos, acrescenta o superintendente.

Fonte: Varela Notícias.

Merenda Escolar Era Desviada e Vendida Em Supermercados Da Bahia


Uma ação do Ministério Público estadual interditou três supermercados e prendeu três pessoas no município de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia. De acordo com informações da promotoria responsável pela operação, os estabelecimentos estavam comercializando alimentos desviados do Governo Federal que seriam destinados para a merenda escolar na rede pública de educação.
Acompanhados de policiais civis e militares, os promotores de justiça Anselmo Lima Pereira, titular da 5ª Promotoria Pública de Cidadania e Proteção à Moralidade e ao Patrimônio Público e Cível da 1ª Vara, e Ana Kristina Santos Lehubach Prates, titular da 6ª Promotoria de Justiça Regional Especializada em Combate à Sonegação Fiscal, apreenderam cerca de 2 toneladas de mercadorias com lacre do Governo Federal. Entre os alimentos estavam farinha, açúcar e feijão.
O Supermercado Teixeira, no bairro São Lourenço, Supermercado Distrisul, na Praça do Mercado Municipal, no centro de Teixeira de Freitas, e o Supermercado e Padaria Verde, no bairro Colina Verde, na zona norte da cidade foram os alvos.
Ao todo foram apreendidos, 1.099 quilos de feijão, 612 quilos de farinha e 277 quilos de açúcar com selo do Programa Parceiro da Escola. A suspeita que a merenda escolar deveria ter sido destinada para as escolas dos assentamentos de reforma agrária da região e seria oriunda do Programa de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).
Miguel Arcanjo de Oliveira, 25 anos, José Carlos Ramos Silva, 26 anos, e Aristides Santos Santana, 43 anos, foram autuados em flagrante por ter conhecimento que estavam comercializando produtos desviados. O delegado Kleber Eduardo Gonçalves, titular da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, informou que os três homens foram enquadrados em crime de receptação qualificada.
A mercadoria foi encaminhada para a perícia para saber de que setor foi desviada e o destino que elas deveria ter sido levadas. O Ministério Público quer agora identificar o local de onde a merenda escolar estava sendo desviada.

Fonte: Gil Santos Notícia.

Racismo: “Onde Comprou Essa Escrava?”, Diz Internauta Em Foto de Casal


Um casal de namorados publicaram uma foto juntos na internet e foram alvos de racismo. D.M e L.F são de Muriaé, Zona da Mata de Minas Gerais. Ela é negra e ele branco. A união provocou comentários jocosos.
“Onde comprou essa escrava?”, escreveu um internauta. Outro sugeriu que ela havia “roubado o branco para tirar foto”. D.M desativou a conta no Facebook mas, antes, criticou as manifestações. “Haverá racismo enquanto as pessoas não entenderem que por dentro somos todos iguais”, escreveu.
O casal ainda não formalizou uma denúncia, mas a Polícia Civil se colocou a disposição para apurar o caso.

Fonte: Bocão News.