sexta-feira, 4 de julho de 2014

Belo Horizonte: Viaduto Que Faz Parte de Obra da Copa Desaba e Causa Mortes


Parte de um viaduto em construção desabou sobre um micro-ônibus, dois caminhões e um carro na tarde desta quinta-feira (3), em Belo Horizonte. A Secretaria de Estado de Saúde confirmou que duas pessoas morreram e 19 pessoas ficaram feridas. 
“A estrutura de metal que dá suporte ao viaduto cedeu. Só ouvi um estalo e em cinco segundos tudo desabou. O viaduto partiu ao meio”, contou o vereador Iran Barbosa, que passava pelo local no momento do desabamento. 
O viaduto desabou por volta das 15h, na Avenida Pedro I, região da Pampulha. Dez feridos foram socorridos no local e levados para o pronto-socorro do Hospital Risoleta Tolentino Neves, sendo que dois deles foram posteriormente transferidos para Hospital Municipal Odilon Behrens. Mais nove estão recebendo atendimento médico no local.
O viaduto em obras, batizado com o nome de Guararapes, é uma das vias de acesso ao Estádio Mineirão, que fica distante cerca de 4 quilômetros do local do acidente e é uma das sedes da Copa do Mundo. O último jogo no estádio ocorreu no dia 28 de junho, entre Brasil e Chile, e o próximo será na semana que vem, no dia 8 de julho. 
Edgar Estevo, tenente do Copo de Bombeiros, afirmou à Globo News que uma das vítimas fatais estava no micro-ônibus. Os dois caminhões pertencem à construtora responsável pela obra.

Fonte: Correio 24 H.

Brasil Vence Mas Jogada Desleal Tira Neymar Da Copa


O Brasil venceu a Colômbia (2 a 1), mas ficou sem Neymar para o resto da Copa do Mundo. O atacante sofreu uma fratura na terceira  vértebra lombar e não terá mais condições de atuar pela Seleção Brasileira no Mundial. Ele sofreu uma joelhada nas costas do colombiano Zúñiga, pouco antes do fim do segundo tempo, e saiu de campo de maca, chorando muito. O camisa 10 do Brasil foi avaliado no Hospital São Carlos, na Zona Norte de Fortaleza, no Ceará. Apesar disso, o craque continuará com a delegação verde e amarela.
- O exame de tomografia computadorizada que foi feito mostrou uma fratura no processo transverso no nível da terceira vértebra lombar. Ou seja, é uma fratura na região da coluna, não é uma fratura grave, que precise de tratamento cirúrgico, mas limita muito os movimentos. Ele vai sentir dor por um certo tempo, precisa de uma imobilização, de uma cinta lombar para o controle da dor. Infelizmente não vai ter condições de jogar. O prazo de uma semana é muito curto para que ele tenha condições de voltar. Mas em termo de expectativa de recuperação é uma fratura que evolui muito bem, que a expectativa de consolidação futura é muito boa - disse em entrevista ao SporTV Rodrigo Lasmar, um dos médicos da Seleção Brasileira.



FONTE: G1.