quarta-feira, 21 de maio de 2014

Monte Santo/Cansanção: Corpo é Encontrado Sem Vida Às Margens da Rodovia BA-120


Uma mulher foi encontrada morta na conhecida curva da serra próximo a cidade de Monte Santo.

Uma mulher identificada com pré-nome Bruna, de aproximadamente 33 anos de idade, foi encontrada morta às margens da rodovia Ba-120, sentido Monte Santo – Cansanção, especificamente na “curva da serra”, imediações do povoado Tapera, na manhã deste domingo (18).
A morte da mulher, ainda é um “mistério”, já que não há registro de acidentes no local. Há especulações que a vítima tenha sido atropelada e não recebeu socorro; que foi morta e ‘jogada’ no local pelo homicida ou que tenha caído da garupa de motocicleta e faleceu no momento da queda, porém nenhuma delas confirmadas até o momento. 
O corpo de Bruna foi encontrado por motoristas, que a trouxeram para o hospital Monsenhor Berenguer, onde ficou a espera de equipes do Instituto Médico Legal, da cidade de Juazeiro, para passar por exames de necropsia, afim que se possa confirmar as causas da morte.   
Em breve, traremos mais informações sobre o caso. 

As informações são do site monteSanto.net

Poste Com Ameaça de Cair Leva Perigo a População de Pedra Vermelha


Um poste esta levando perigo a moradores do distrito de Pedra Vermelha, a cerca de 24 km da sede da cidade de Monte Santo.

Um poste de energia elétrica está com a sua estrutura totalmente danificada após um ônibus bater na sua lateral fazendo com que o mesmo chegasse a rachar, poste esse que esta levando bastante perigo a pedestres e alunos já que o mesmo fica localizado em duas praças bastante movimentas onde passam transportes pesados como caminhões baus que praticamente a todo momento passam no local, moradores já ligaram para Coelba informando o fato mas até o momento nada foi feito sobe a remoção do poste e a colocação de um novo no local.

Mais Imagens:


   

Imagens: Portal PV.

Acidente De Ônibus Mata 18 Pessoas No Ceará


Motorista diz ter perdido o controle do veículo, que tombou na pista, ao desviar de motocicleta no interior do Estado

O tombamento de um ônibus no interior do Ceará na manhã deste domingo (18) deixou ao menos 18 mortos. O acidente aconteceu no km 303 da BR-020, próximo ao município de Canindé (a 120 km de Fortaleza). O motorista do veículo teve apenas ferimentos leves. Ele contou à Polícia Rodoviária Federal que tentou desviar de uma motocicleta que freou à sua frente e perdeu o controle do ônibus, que tombou fora da pista. O veículo caiu num declive de aproximadamente um metro de altura e se arrastou pela lateral por cerca de dez metros até parar. Com o impacto, alguns passageiros foram arremessados para fora do veículo e tiveram os corpos mutilados. O ônibus era da empresa Princesa dos Inhamuns e saiu de Boa Viagem às 7h com previsão de chegar em Fortaleza às 11h. A capacidade do ônibus era de 46 lugares e havia 41 passageiros no momento do acidente. À tarde, o motorista --que não teve o nome revelado--prestou depoimento em Canindé. 
Segundo ele, o motociclista que teria provocado o acidente fugiu do local.
A PRF fez perícia na área e verificou que o ônibus não estava acima do limite de velocidade permitido. Exame feito pelo motorista não constatou a ingestão de álcool. 



O número total de feridos ainda não havia sido contabilizado até a noite. Onze passageiros com ferimentos mais graves foram levados de helicóptero para o Instituto José Frota, em Fortaleza. Outros casos receberam atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento do Canindé.
Já os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal da cidade. Os corpos dilacerados foram levados para o IML de Fortaleza.
Entre os passageiros estava um bebê de oito meses, que não ficou ferido.
O ônibus foi recolhido para o pátio da PRF, onde passará por nova perícia.
Uma das vias da BR-020 chegou a ser interditada por até quatro horas por causa do acidente, mas foi liberada após a remoção do veículo.
A empresa Princesa dos Inhamuns emitiu nota lamentando o acidente e dizendo que tomará "as providências necessárias para o atendimento dos passageiros e familiares".
A Defensoria Pública do Ceará disse estudar a possibilidade de entrar com uma ação civil pública para garantir o seguro e a indenização aos parentes das vítimas.



Fonte: Folha.