quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Morre Cantor Sertanejo Que Recebeu Descarga Elétrica Em Palco


O cantor sertanejo Valdemir Resplandes Freires, 31 anos, conhecido como ‘Smith Show’, morreu no domingo (9) ao receber uma descarga elétrica durante um show. O caso aconteceu em Araguaína, no norte do Tocantins. O corpo dele será velado nesta segunda. 
De acordo com o baterista Saulo Santana, que acompanhava o músico, o show estava nos minutos iniciais quando eles detectaram que a máquina de fumaça não estava soltando o produto. Valdemir foi verificar o problema, quando levou o choque. Segundo o amigo, ele estava segurando o fio terra em uma das mãos na hora do acidente.
“Estava na bateria quando escutei ele dizer: ‘Meu Deus’. Olhei e ele já estava no chão”, conta Saulo, acrescentando que quando viu o amigo caído, tirou a máquina de fumaça da tomada. “Depois meu irmão foi e desligou o cabo [energia] geral.”
Valdemir chegou a ser socorrido pelo Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Ainda de acordo com Saulo, o bar estava cheio. “Todo domingo tocamos lá”. Segundo informações da banda, seis microfones, quatro instrumentos, um computador e quatro caixas de som de 12 mil watts de potência estavam ligados em uma única tomada.
A perícia ainda não foi feita, mas segundo o Corpo de Bombeiros, o estabelecimento está irregular e deve ser interditado. O bar não teria solicitado o projeto contra incêndio exigido pelo órgão. Uma vistoria deve ser feita ainda nesta segunda-feira. Valdemir era casado e deixa uma filha. O músico era natural de Augustinópolis (TO).

Suspeito de Lançar Rojão Que Matou Cinegrafista Da Band é Preso em Feira de Santana!


O auxiliar de serviços, Caio Silva de Souza, 23 anos, suspeito de acender e soltar o rojão que matou um cinegrafista da TV Bandeirantes em um protesto no Rio de Janeiro, na última semana, foi preso na madrugada desta quarta-feira (12), em uma pousada na cidade de Feira de Santana, na Bahia.
Procurado desde a noite de segunda (10), quando a Justiça do Rio decretou sua prisão temporária, o suspeito foi encontrado em uma pousada chamada Gonçalves, próximo da rodoviária da cidade por volta das 2h. Ele não ofereceu resistência. O voo que leva Caio para o Rio de Janeiro está previsto para chegar ao aeroporto do Galeão às 8h40 de hoje, de onde será levado para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho. 
A prisão foi feita pelo delegado que investiga o caso, Maurício Luciano de Almeida e Silva, da Polícia Civil do Rio. Ele estava acompanhado do advogado de Caio, Jonas Tadeu, que também defende outro rapaz envolvido no caso, Fábio Raposo, que está preso.
Caio Souza contou após a prisão que pretendia fugir para a casa de um avô no Ceará, quando foi convencido por telefone pela namorada a se entregar à polícia. Apontado como responsável por acender e posicionar o rojão que causou a morte do cinegrafista Santiago Andrade, ele alegou logo após a prisão que não sabia que o artefato era um rojão e sim o explosivo conhecido como "cabeção de nego". Ele pediu ainda desculpas pela "morte de um trabalhador", como ele própio, sua mãe e seu pai.
O jovem que estava em Feira tem quatro passagem na polícia carioca. Em 2008, deu queixa dizendo ter sido agredido pelo irmão. Em 2010, foi levado duas vezes à delegacia  por suspeita de porte de drogas. E em 2013, disse a polícia que tinha sido agredido em um  protesto no Centro do Rio. Caio e Fábio foram indiciados por homicídio doloso qualificado por uso de artefato explosivo e crime de explosão. Se condenados, podem pegar até 35 anos de prisão.

Jovem Suspeito de Forjar Sequestro Por Prêmio da Mega da Virada é Solto!


O jovem suspeito de forjar o próprio sequestro para conseguir dinheiro da mãe, uma das ganhadoras da Mega-Sena da Virada, vai responder o crime em liberdade. Cristiano Araújo dos Santos, de 22 anos, e seu comparsa, Wellington Santos Oliveira, de 20 anos, foram presos em Várzea Paulista (SP) e estavam detidos no Centro de Triagem de Jundiaí (SP), mas já foram soltos. Segundo o delegado seccional de Jundiaí (SP), Luiz Carlos Branco, a Justiça negou o pedido de prisão preventiva dos dois.
De acordo com o delegado de Teofilândia (BA), Henrique Morais, – cidade onde mora a mãe do rapaz – outras duas pessoas também foram indiciadas por participar do crime. "A esposa do Wellington e a sogra de Cristiano também tinham conhecimento do sequestro. Todos vão responder em liberdade por tentativa de extorsão e formação de quadrilha", explica.
A mãe de Cristiano, que é faxineira do Hospital Municipal Waldemar Ferreira de Teofilândia, participou de um bolão da Mega-Sena da Virada com outros 21 funcionários e ganhou cerca de R$ 2 milhões. O filho, que mora em Várzea Paulista, forjou o sequestro e pediu um resgate no valor de R$ 300 mil. Segundo a polícia investigou, a mãe só daria dinheiro para Cristiano se ele voltasse a morar com ela. Como ele não tinha pretensão de sair de Várzea Paulista por estar envolvido com uma namorada, forjou o crime para conseguir dinheiro.