domingo, 19 de janeiro de 2014

Petrolina: Ladrões Atacam Carro Forte na BR 407 e Levam Cerca R$ 1,5 MILHÃO.


Um carro-forte foi alvo de uma quadrilha formada por 15 assaltantes em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A ação criminosa ocorreu por volta das 18h30 dessa quarta-feira (15). De acordo com a Polícia Civil da cidade, os bandidos conseguiram roubar mais de R$ 1 milhão do veículo. Depois do roubo, o carro foi incendiado.
O assalto ocorreu na rodovia BR-407, próximo ao povoado de Pau Ferro, localizado a aproximadamente cinco quilômetros de Petrolina. A quadrilha, que segundo a polícia estava fortemente armada com fuzis, utilizou três automóveis para praticar o assalto, entre eles uma Palio Weekendy de cor prata, com um logotipo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).
De acordo com a polícia, os suspeitos interceptaram o carro-forte da empresa Prosegur e, utilizando um maçarico, conseguiram arrombar o cofre do veículo. No roubo, o grupo levou aproximadamente R$ 1,5 milhão em dinheiro. Durante a investida criminosa houve perseguição policial e troca de tiros, mas os criminosos conseguiram fugir levando a quantia.
O corpo de Bombeiros foi acionado para conter um incêndio no carro-forte. O fogo, segundo a polícia, foi provocado em decorrência do maçarico utilizado pelos assaltantes.
Diversas buscas foram realizadas pela polícia, mas até o início da manhã desta quinta-feira (16), nenhum dos suspeitos foi localizado.

Informações: Blog do Vinicius de Santana.

Após Show em Capim Grosso, Ônibus da Banda Aviões do Forró Colide Com Carro na BR 423


Na manhã deste sábado, 18 de janeiro de 2013, um ônibus da banda Aviões do Forró colidiu na traseira de um Honda Civic, quando seguia para Pernambuco, para realizar um show no Tamandaré Fest.
O acidente de pequenas proporções aconteceu no km 101 da BR 423, no município de Delmiro Gouveia, a 283 km de Maceió. Em entrevista ao portal Alagoas na Net, o motorista do Civic, que seguia para Maceió e pediu para não ser identificado, contou que a possível causa do acidente teria sido uma carreta que, ao sair do Posto Fiscal, teria levantado muita poeira, atrapalhando sua visão e provocando a colisão com o ônibus da banda.
Os integrantes da Aviões do Forró lamentaram o ocorrido e se disseram aliviados, já que os danos foram apenas materiais.
Uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e registrou o ocorrido através de um Boletim de Acidente de Trânsito. Segundo o portal Alagoas na net, um acordo foi tentado no local, porém não foi aceito pelo motorista do Honda Civic, ficando a decisão para a Justiça.

Informações: Agmar Rios.

Polícia Mata Oito Bandidos Que Invadiram o Quartel da PM no Interior de Rondônia


No inicio da manhã desta segunda-feira (13) vários bandidos fortemente armados invadiram o quartel da Polícia Militar no município de Campo Novo a cerca de 105 Km de Ariquemes, renderam os policiais e roubaram vários armamentos sendo 2 Fuzis, 01 escopeta calibre 12, várias pistolas .40, coletes e 01 viatura Toyota Triton da PM.
Durante a tomada do quartel da PM o soldado PM Ranvanelli foi baleado no abdômen e socorrido ao município de Buritis.
Após tomar o quartel da PM o bando tomou dois policiais como refém e passaram a realizar roubos em vários comércios da cidade inclusive os dois bancos da cidade 
Por volta das 08hs40min o bando saíram da cidade na viatura roubada sentido município de Monte Negro na BR 421 onde no Km 90 se depararam com guarnições do GOE do 7º BPM, Base Móvel, NI e guarnições que estavam de serviço nos municípios de Monte Negro e Ariquemes e se deslocavam para Campo Novo onde ouve intensa troca de tiros e 7 bandidos foram mortos e segundo informações policiais o oitavo bandido conseguiu fugir e possivelmente está baleado.
Policiais Militares do GATE de Porto Velho desceram de avião para Buritis de onde pegaram viaturas locais e desceram para o município de Campo Novo.

Imagens:


Pastor é Preso Tentando Entrar Com Lâmina no Sapato em Pedrinhas, no Maranhão


Um pastor da Assembleia de Deus foi preso com uma lâmina no sapato ao ser revistado dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, nesta terça-feira (14).
Segundo informações da polícia, José Luiz Sousa Neves, conhecido como "pastor Erasmo", foi flagrado com a lâmina na meia dentro do sapato quando tentava entrar para evangelizar os presos de Pedrinhas.
Neves foi detido no 12º DP (Distrito Policial), localizado no Distrito Industrial de São Luís, onde prestou depoimento, assinou um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), e foi liberado no início da noite desta terça.
Durante o depoimento prestado na tarde desta terça-feira (14), o pastor Erasmo disse que era inocente. "Eu não sei explicar como essa lâmina foi parar dentro do meu sapato. Fiquei surpreso quando tiraram meu sapato e a 'gilete' caiu", defendeu-se.

Mulheres presas:
No último sábado (11), duas mulheres foram presas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas durante a revista do Batalhão de Choque da PM (Polícia Militar) ao tentar entrar com celulares e drogas escondidos nas partes íntimas.
A segurança do complexo penitenciário foi reforçada, em outubro do ano passado, com homens da Força Nacional de Segurança Pública, que deve ficar no local até 23 de fevereiro.
O Batalhão de Choque da PM também assumiu a segurança do complexo no dia 27 de dezembro, por determinação do governo do Estado.

Fonte: Uol

Caixa é Vítima de Fraude de Mais de R$ 70 Milhões Com Falsa Mega-Sena


A Polícia Federal deu início na manhã deste sábado (18) à operação Éskhara, que ocorre simultaneamente em três Estados para tentar desarticular uma organização criminosa que praticou uma fraude milionária contra a Caixa Econômica Federal (CEF) no final do ano passado.
Segundo informações fornecidas pela Caixa à polícia, essa é a maior fraude já sofrida pela instituição em toda a sua história.
Segundo o delegado regional executivo da superintendência da Polícia Federal em Tocantins, Almir Clementino Soares, os criminosos forjaram um bilhete da Mega-Sena com um prêmio no valor de R$ 73 milhões.
Nem o sorteio nem o prêmio eram reais. Eles abriram uma conta-corrente em nome de um ganhador fictício em dezembro do ano passado.
O gerente da agência liberou o pagamento do prêmio, que é feito pela própria Caixa. Depois a quantia foi dividia em duas outras contas bancárias, uma em Goiás (R$ 33 milhões) e outra em São Paulo (R$ 40 milhões).
A administração da Caixa, percebendo as irregularidades, solicitou esclarecimentos ao gerente da agência em Tocantinópolis, mas ele estava de férias e não apresentou nenhum documento comprovando a legalidade do pagamento.
A Polícia Federal, então, foi chamada para investigar o caso e conseguiu a prisão preventiva do gerente.
Até agora, cerca de 70% do valor foi recuperado por meio do bloqueio das contas bancárias dos envolvidos. Quanto ao restante, o delegado afirmou que já foi realizado um levantamento dos bens dos envolvidos, para que um sequestro das propriedades ajude na recuperação da quantia total.
Com o bloqueio das contas, os suspeitos que ainda não foram detidos desconfiaram que uma investigação estava em andamento e, agora, já são considerados foragidos. "Eles já estão cientes da investigação, mas, enquanto estiverem sendo procurados pela polícia, serão considerados foragidos", afirmou Soares.
Há ainda indícios da participação de um suplente de deputado federal do Estado do Maranhão no crime, de acordo com a PF.
A operação está sendo cumprida ao mesmo tempo em Goiás, no Maranhão e em São Paulo. Ao todo, deverão ser cumpridos cinco mandados de prisão preventiva, dez mandados de busca e apreensão e um mandado de condução coercitiva.
Os envolvidos responderão pelos crimes de peculato, receptação majorada, formação de quadrilha e da Lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro). Somadas, as penas podem chegar a 29 anos de prisão --caso haja condenação.
Procurada, a Caixa Econômica Federal informou que não vai passar informações do caso à imprensa, apenas à polícia, para não atrapalhar o andamento das investigações.

Fonte: Uol.

Segurança de ACM Neto Agride Fotógrafo do Bocão News


Uma cena lamentável aconteceu na tarde desta quinta-feira (16), na festa cuja essência maior é a paz. O fotógrafo do site Bocão News, Juarez Matias, que trabalhou durante toda a Lavagem e registrou a caminhada do bloco de ACM Neto (DEM), foi supreendido por uma ação de violência que interrompeu a atividade do profisisonal nos festejos.
Próximo ao Colégio Militar - quando o cortejo se aproximava da Colina Sagrada - um rapaz tentou ultrapassar a barreira de seguranças do prefeito ACM Neto e logo foi impedido por um deles que em uma reação conhecida como 'gravata', imobilizou o rapaz. O fotógrafo do Bocão News, que estava ao lado da situação, parou e começou a fazer o registro.
Entretanto, quando fazia o seu trabalho, Juarez foi atingido por um murro no rosto que partiu de outro segurança de Neto. "Ele me agrediu. Me deu um murro na boca só porque eu estava registrando o fato. Estava ali trabalhando e não fiz nada de errado", relatou o fotógrafo à reportagem. Ainda segundo Juarez, a violência foi registrada por um coronel que, logo acalmou o segurança. O agressor (ver foto abaixo), colocou a mão na cabeça quando Juarez, devidamente identificado, se apresentou e pediu que a polícia tomasse uma providência.
Rapidamente, o agressor foi retirado do local, como quem é acobertado, afim de que o caso fosse abafado. Juarez Matias, bem como os outros quatro fotógrafos do site Bocão News trabalham, diariamente, para registrar fatos e acontecimentos que marcam história e congelam momentos que não devem ser esquecidos em prol da notícia e do interesse público. Lamentavelmente - não só eles como os outros colegas de profissão dos demais veículos de comunicação - acabam se tornando vítimas daquilo que nunca devem e não merecem fotografar.
A assessoria de Comunicação do prefeito já foi procurada pela reportagem. A foto do agressor foi solicitada e o site Bocão News aguarda um posicionamento sobre o caso.

Fonte: Bocão News.